terça-feira, 29 de julho de 2014

Boletim Diário - 29/07/2014

Agenda
Na terça-feira a FGV divulgará a Sondagem da Indústria de julho. O Bacen, por sua vez, divulgará os dados da política monetária e crédito de junho. Nos EUA serão divulgados o índice de preços de imóveis Case-Shiller de maio e o Índice de Confiança do Consumidor de julho.

Fechamento 28/07
O Ibovespa fechou o primeiro pregão da semana com queda de 0,22%, aos 57.695 pontos. A desvalorização das ações da Petrobras e dos bancos pesou sobre o principal índice da bolsa paulista.





Fechamento dos Mercados








Índice
Cotação
Variação%








Ibovespa
57.695
-0,22%








Dow Jones
16.982
0,13%








Nasdaq
4.444
-0,10%



















Maiores Altas Ibovespa








Ativo
Cotação
Variação%








GOLL4
14,89
5,37%








USIM5
8,13
2,91%








CESP6
31,64
2,26%








LREN3
73,11
2,18%








HGTX3
22,16
2,11%



















Maiores Baixas Ibovespa








Ativo
Cotação
Variação%








CSAN3
36,95
-3,29%








ELET3
6,39
-2,88%








MRFG3
6,43
-2,42%








OIBR4
1,46
-2,01%








ELPL4
11,11
-1,94%





Dólar
O dólar fechou em baixa de 0,18%, cotado na venda a R$2,224.


Fonte: Onde Investir by Lopes Filho.
Atendimento Souza Barros - São Paulo
(11) 3292-6900 / 0800 77 123 00



Carteira Ibovespa - Fechamento de 28 de Julho de 2014

Veja abaixo os preços de abertura, máximo, mínimo e fechamento de cada ação pertencente à carteira teórica do índice Ibovespa. Confira também as respectivas variações: diária, semanal, mensal, anual e 12 meses.

Agenda de Hoje - 29/07/2014


8h00 - BRA: Sondagem da Indústria - Julho (FGV) / 10h30 - BRA: Dados da Política Monetária e Crédito - Junho (Bacen) / 10h00 - EUA: Índice de Preços de Imóveis Case-Shiller - Maio / 11h00 - EUA: Índice de Confiança do Consumidor - Julho.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Flash Mercado - 28/07/2014

Pesquisa Focus
A pesquisa Focus desta semana ainda reflete a deterioração das expectativas do mercado com relação ao crescimento do PIB neste ano, mesmo com a Ata do Copom tentando amenizar esse cenário de desaceleração da economia. Nesta, disse que “a demanda agregada tende a se apresentar relativamente robusta no horizonte relevante para a política monetária”.

Neste ano, a expectativa de crescimento diminuiu de 0,97% para 0,90% no PIB, mas se manteve em 1,50% em 2015. A previsão da produção industrial ainda é de queda de 1,15%, com crescimento de 1,70% no próximo ano.

Quanto à inflação, a expectativa do IPCA diminuiu para 6,41% neste ano e subiu para 6,21% em 2015. Já no TOP5 (médio prazo), o IPCA avançou para 6,39%, ficando inalterado em 6,75% no próximo ano. Os IGPs seguem em baixa, ainda pressionados pelas quedas nos preços do atacado e a desaceleração do varejo. A mediana das expectativas para o IGP-M passou para 4,87% neste ano e subiu para 5,61% no próximo ano.

Pela ótica do mercado, cabe salientar os indicadores que mantiveram suas estimativas no biênio, a meta da taxa Selic e a taxa de câmbio. O primeiro ficou em 11,0% e 12,0%, respectivamente, mesmo patamar no TOP5 (médio prazo). Já o câmbio permaneceu em R$ 2,35 e R$ 2,50, mesma ordem, mas no TOP5 se espera que a cotação seja de R$ 2,22 e R$ 2,29, respectivamente.

Nossa opinião (Lopez Filho): A manutenção da taxa básica neste ano em 11,0% está no horizonte da maioria do mercado, depois da afirmação da Ata do Copom. Existem sérios indícios de menor pressão inflacionária neste semestre, podendo o IPCA ficar pouco abaixo do teto da meta (6,50%) deste ano. O problema foram as medidas macroprudenciais, na contramão desta cautela da Ata.

EUA
Vendas de Imóveis Pendentes
A Associação Nacional dos Corretores de Imóveis dos Estados Unidos divulgou nesta segunda-feira o índice de vendas pendentes de imóveis, relativo a junho. De acordo com a pesquisa, o indicador registrou recuo de 1,1% no mês, ante expectativa de queda de 0,8%. No mês anterior o índice avançou 6,0%.

Segundo os critérios adotados pela Associação, a venda é considerada pendente quando há apenas a assinatura do contrato do cliente com a corretora. Após o fechamento da operação, o imóvel é considerado vendido. Vale destacar que o indicador não inclui a novas construções na sua contagem.

Europa
Índices não apresentam tendência comum
Os mercados europeus não apresentaram tendência comum na sessão desta segunda-feira, com as tensões geopolíticas na Ucrânia e Oriente Médio, bem como notícias corporativas, no foco dos investidores.

Na Ucrânia, rebeldes continuam obstruindo o trabalho de peritos no local onde caiu o avião da Malaysia Airlines. Além disso, imagens de satélite divulgadas ontem pelos EUA mostraram foguetes sendo disparados da Rússia, reforçando a hipótese de que a artilharia russa está sendo usada por separatistas. No Oriente Médio, Israel e Hamas passaram o fim de semana anunciando propostas para um cessar-fogo na Faixa de Gaza, mas os conflitos não pararam na região uma vez que não houve um acordo no campo diplomático.

No âmbito corporativo, as sanções impostas recentemente à Rússia geram o temor de que as exportações alemãs, entre elas as de carros, sejam prejudicadas. Neste contexto, Daimler recuou 3,2%, enquanto BMW e Volkswagen caíram ambas 2,2%.





Fechamento dos Mercados








Índice
Cotação
Variação%








Ibovespa
57.762
-0,10%








Dow Jones
16.986
0,15%








Nasdaq
4.447
-0,05%



















Maiores Altas Ibovespa








Ativo
Cotação
Variação%








GOLL4
14,9
5,44%








CESP6
31,8
2,77%








JBSS3
8,73
2,58%








USIM5
8,1
2,53%








HGTX3
22,16
2,11%



















Maiores Baixas Ibovespa








Ativo
Cotação
Variação%








CSAN3
37,02
-3,11%








MRFG3
6,39
-3,03%








ELET3
6,39
-2,88%








OIBR4
1,45
-2,68%








MRVE3
7,68
-2,41%








Obs.: Última Atualização às 16h20






Dólar:
O dólar comercial opera com baixa de 0,20%, cotado na venda a R$ 2,223.


Fonte: Onde Investir by Lopes Filho
Atendimento Souza Barros – São Paulo
(11)3292-6900 / 0800 77 123 00

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...