sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Flash Mercado - 27/02/2015

ICI cai em fevereiro
por Ricardo Faria
Em fevereiro, o Índice de Confiança da Indústria (ICI) registrou variação negativa de 3,4% contra o mês anterior, lembrando que vinha de crescimento de 1,9% em janeiro. O ICI vem desde o último trimestre/2014 de alternâncias de humor dos empresários, entre variações positivas e negativas mensalmente, sem tendência definida. Este resultado de fevereiro, de 85,9 para 83,0 pontos, no entanto, acabou bem abaixo da média histórica recente (102,2 pontos).

Segundo a Sondagem, a piora da confiança das empresas foi devido, principalmente, à avaliação dos agentes com relação aos próximos meses, cujo Índice de Expectativas (IE) caiu 4,9%. O Índice de Situação Atual (ISA) recuou 2,1%, retornando ao patamar de dezembro passado.

Para a FGV/IBRE, “a piora expressiva das expectativas em relação aos próximos meses reflete o desânimo de um setor que está há seis trimestres sem crescer e com perspectivas ainda negativas no curto prazo, a despeito da evolução favorável ao setor das taxas de câmbio recentemente.”

Por fim, o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) decresceu de janeiro para fevereiro, de 82,0% para 81,6%, continuado abaixo da média histórica recente (84,0%).

Nossa opinião. O setor industrial ainda precisa de sinalizações mais claras do governo na área fiscal para voltar a investir e expandir a produção, diante da expectativa de uma retomada da demanda. Aguardemos os próximos passos da equipe econômica.

EUA:
Índice de Confiança de Michigan de fevereiro
por Thiago Garcia
A Universidade de Michigan informou que o resultado final do Índice de Confiança (IC) do consumidor da região ficou em 95,4 pontos em fevereiro, acima da expectativa média do mercado (94,0 pontos). O resultado também foi superior à leitura preliminar para o mês, de 93,6 pontos. No entanto, com relação à leitura final de janeiro (98,1 pontos) houve recuo.

O índice da situação atual, que compõe o IC, passou de 109,3 pontos, na leitura final de janeiro, para 106,9 pontos. Já o índice das expectativas recuou de 91,0 para 88,0 pontos, na mesma base de comparação.

PMI de Chicago recua
por Thiago Garcia
A Chicago Purchasing Managers Association informou que o Índice de Atividade Industrial (PMI) da região recuou de 59,4 pontos em janeiro, para 45,8 pontos em fevereiro. O indicador ficou bem abaixo da expectativa média do mercado, que apontava para 58,0 pontos.

PIB norte-americano no 4T14
por Thiago Garcia
O Departamento do Comércio dos EUA informou que a segunda estimativa do PIB do país no 4T14 indicou crescimento à taxa anualizada de 2,2%. O resultado ficou abaixo do primeiro levantamento (2,6%), mas um pouco acima da expectativa média do mercado (2,2%).

Os gastos dos consumidores avançaram em ritmo anual de 4,2% entre outubro e dezembro, enquanto os gastos do governo recuaram 1,8%. Além disso, o investimento em ativos fixos (não residenciais) cresceu à taxa anualizada de 4,8%.

Europa:
Fechamento dos Mercados da Europa
por Thiago Garcia
A maioria dos mercados europeus registrou valorização na última sessão da semana, com investidores atentos a indicadores econômicos locais e ao PIB norte-americano.

O índice de preços ao produtor (PPI) da França caiu 0,9% em janeiro ante dezembro. Na comparação com igual mês do ano passado, o PPI francês recuou 3,3% em janeiro. Já na Espanha, o índice de preços ao consumidor (CPI) caiu 1,2% em fevereiro ante igual mês do ano passado.

Nos EUA, o Departamento do Comércio informou que a segunda estimativa do PIB do país no 4T14 indicou crescimento à taxa anualizada de 2,2%. O resultado ficou abaixo do primeiro levantamento (2,6%), mas um pouco acima da expectativa média do mercado (2,1%). O nível bem mais fraco que os 5,0% apresentados no 3T14 afasta a possibilidade de avanço dos juros básicos norte-americanos nas próximas reuniões do Fomc, o que traz alívio às praças acionárias europeias.





Fechamento dos Mercados








Índice
Cotação
Variação%








Ibovespa
51.492
-0,52%








Dow Jones
18.188
-0,14%








Nasdaq
4.970
-0,35%



















Maiores Altas Ibovespa








Ativo
Cotação
Variação%








RSID3
2,93
4,64%








BRML3
16,71
2,83%








PETR3
9,46
2,82%








PETR4
9,5
2,48%








BBAS3
23,54
2,30%



















Maiores Baixas Ibovespa








Ativo
Cotação
Variação%








KROT3
10,19
-11,46%








POMO4
2,27
-8,46%








GFSA3
2,08
-7,96%








ESTC3
18,89
-5,73%








LIGT3
14,18
-5,40%





Dólar:
O dólar comercial opera com baixa de 1,10%, cotado na venda a R$ 2,854.


Fonte: Onde Investir by Lopes Filho, site Exame, site InfoMoney.
Atendimento Souza Barros – São Paulo
(11)3292-6900 / 0800 77 123 00

Boletim Diário - 27/02/2015

Agenda
Na sexta-feira a FGV divulgará a Sondagem da Indústria (ICI) de fevereiro. Já o Bacen anunciará os dados da política fiscal de janeiro. Nos EUA sairá nova estimativa do PIB no 4º trimestre, o Índice de Atividade Industrial (Chicago) de fevereiro, o Índice de Confiança Michigan deste mês e o total das vendas pendentes de imóveis de janeiro.

Fechamento 26/02
O Ibovespa fechou o pregão desta quinta-feira próximo a estabilidade (-0,10%), aos 51.7614 pontos, com os investidores avaliando a divulgação de resultados corporativos.





Fechamento dos Mercados








Índice
Cotação
Variação%








Ibovespa
51.761
-0,10%








Dow Jones
18.214
-0,06%








Nasdaq
4.987
0,42%



















Maiores Altas Ibovespa








Ativo
Cotação
Variação%








BRPR3
11,71
9,54%








RSID3
2,8
6,87%








ENBR3
9,3
5,56%








GFSA3
2,26
5,11%








CMIG4
13,05
4,81%



















Maiores Baixas Ibovespa








Ativo
Cotação
Variação%








ESTC3
20,04
-10,93%








KROT3
11,51
-9,86%








VALE3
21,25
-4,01%








BRAP4
13,18
-4,00%








VALE5
18,4
-3,86%





Dólar
O dólar fechou em alta de 0,60%, cotado na venda a R$2,885.


Fonte: Onde Investir by Lopes Filho, site Exame, site InfoMoney.
Atendimento Souza Barros - São Paulo
(11) 3292-6900 / 0800 77 123 00

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...